​© Todos os direitos reservados a Renata Armelin

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

RENATA ARMELIN

SOBRE

    Tenho 28 anos, brasileira, nascida na capital paulista. Após algumas tentativas de cursos superiores, comecei a descobrir meu lado autodidata. Fiz um curso profissionalizante de fotografia em 2012, me senti realizada e, desde então, trabalho na área.  

    Nesse mesmo ano, acabei encontrando parte de mim nas áreas de cunho educacional, cultural e social. Em 2012, fiz parte da criação e desenvolvimento de um coletivo paulistano chamado "Poetas Ambulantes". Tenho mais de 50 trabalhos fotográficos documentando as intervenções poéticas que fizemos em diversos lugares, em especial na cidade de São Paulo. Foi através do coletivo que comecei dar oficinas, indo da poesia e prosa, até fotografia. Acabei me envolvendo e me apaixonando pela literatura periférica e marginal. Trabalho desde 2015 com o "Sarau dos Mesquiteiros" e desde 2016 com o "Slam das Minas - SP". Já fotografei mais de duas dúzias de saraus, slams e eventos literários, por exemplo "Sarau Sobrenome Liberdade", "Praga de Poeta", "Rachão Poético - Copa Mundão de Poesia", "Sarau do Burro", "Slam do 13", "Sarau das Pretas", "Slam Interescolar", "Slam da Guilhermina", "Slam da Ponta", entre outros. 

Em 2014 e 2016, tive a oportunidade de ser oficineira na "Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro", nos gêneros crônica e poesia. Já ministrei oficinas em escolas públicas, no Projeto Arrastão, na Fundação CASA, Fábrica de Cultura, entre outros. 

Apesar de já não integrar mais o projeto, em novembro de 2016, eu e a fotógrafa Mel Coelho fundamos o Mamana Foto Coletivo - coletivo de mulheres fotógrafas. Junto de outras fotógrafas, participamos com a exposição "Polarização", durante o "Foto Invasão", no Redbull Station (SP) e no evento de fotografia "Co-fluir", em Belo Horizonte. 

Atualmente sigo trabalhando como freelancer, fazendo coberturas desde eventos corporativos, culturais e sociais à pautas fotojornalísticas. 

Participação em publicações físicas: 

​​​

  • Ocupar e Resistir - Movimentos de ocupação de escolas pelo Brasil - Editora 34 - (2019).

  • Antologia de Poesia e Prosa - Pode pá que é 10 - Organização Mesquiteiros (2019);

  • Antologia Slam do Fluxo (2019);

  • Coleção Slam - LGBTQIA+ (2019);

  • Coleção Slam - Negritude (2019);

  • Antologia Slam Rachão Poético: Copa Mundão de Poesia (2019);

  • Antologia Slam das Minas - SP - Mudas - Falas são sementes em germinação (2018);

  • As ruas falam - Retratos de uma Sociedade em Transformação (2017);

  • Escolas de Luta - Coleção Baderna - Editora Veneta (2016);

  • Antologia de Poesia e Prosa - Pode pá que é 10 - Organização Mesquiteiros (2016);

  • Na ponta do lápis (nº26 - julho/2015);

  • Antologia Sarau do Burro (2014);

  • Diário de São Paulo (2013);

  • Revista Carta Capital (PDF - 2013);

  • Antologia Sobrenome Liberdade (2013);

  • Uma vez Poetas Ambulantes (2013).

Publicações virtuais (links):

Outros trabalhos:

​​